Era uma vez

Era uma vez, uns cachorrinhos no meio do nada.

Abandonados estavam, sentindo frio no corpo, naquela terra molhada.

Era uma vez, criaturinhas perdidas na vala,

para morrer de fome e de frio, ninguém para ajudá-los…

Fomos ali para acudi, demos o que podemos, confiar e acreditar.

De que de agora em diante seria muito diferente.

Prá gente ser feliz, temos que abraçar o outro,

ouvir com paciência…

Uma historia de amor aprendemos nesses dias, de aventura e esperança.

Nessa historia de amor, sementinhas foram plantadas e serão espalhadas.

Serão adultos um dia.

Maria Lenita 10ago2022 – 17:58h

(poesia escrita no ritmo da música Era uma vez com Sandy e Junior)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s